Tratamento do Mal Hálito em BH – Hálitose

Em 60% dos casos, um odor desagradável que sai da boca é devido à placa, uma saburra branca que se deposita na língua. E por que cheira mal?

A saburra nada mais é do que um concentrado de bactérias que aparece seja pela falta de higiene bucal seja por uma tendência natural da pessoa. Há quem, por exemplo, sofra com alterações na produção de saliva, o que favorece a deposição de micro-organismos na boca inteira

O mau hálito é um problema importante, pois:

  1. sinaliza desequilíbrio na saúde;
  2. prejudica relacionamentos (afetivos, profissionais, sociais etc.)
  3. interfere na autoestima e causa prejuízos na qualidade de vida.

Você sabia?

Cerca de 30% da população brasileira sofre de mau hálito crônico. A má higiene bucal e a saburra (camada esbranquiçada sobre a língua), por exemplo, podem causar halitose.

Estão ainda na lista: as estomatites, as feridas cirúrgicas, as próteses odontológicas inadequadas, a falta de saliva, o uso de algumas medicações, as lesões inflamatórias e as lesões benignas e malignas de toda a região da cavidade bucal juntamente com a faringe.

No dorso da língua, acumulam-se bactérias da flora bucal, que digerem as proteínas dos restos alimentares e liberam substâncias com mau cheiro.

Alguns micro-organismos presentes na cárie e em infecções das estruturas de sustentação dos dentes (osso e gengiva) também produzem compostos mau cheirosos.

A prevenção

Determinados hábitos ajudam a purificar o hálito. Ingerir alimentos fibrosos (como cereais e frutas), beber ao menos dois litros de água por dia e mastigar bem os alimentos são alguns dos são alguns dos principais.

Para higienizar a língua, prefira os limpadores específicos do que a escova. Nem as cerdas nem a parte de trás do instrumento retiram as bactérias da região com eficácia. O limpador deve ser utilizado depois do fio dental e antes da escovação.

Uma boa limpeza com ele antes de dormir dá conta do recado. Outra coisa: evite usar enxaguastes bucais com álcool na composição. Parece até estranho, mas eles às vezes
favorecem a instalação do quadro.

O tratamento

Tudo depende do motivo por trás da halitose. Se for relacionada a alterações na saliva, remédios e bolinhas de silicone que devem ser mascadas várias vezes ao dia estimulam a produção adequada do líquido.

Já se o bafo residir no excesso de saburra, o especialista vai eminentemente reforçar a higiene bucal — porém, a melhora depende do cuidado em casa. Gargarejos e bochechos vigorosos com água morna ajudam a diminuir o cáseo (material igual à saburra, mas que se aloja na entrada da garganta). Na Dra. Claudia Starling você encontra o melhor Tratamento do Mal Hálito em BH.